Follow by Email

sexta-feira, 14 de junho de 2013

MANIFESTO DO EU SOZINHO?

Os editores de George Orwell estão rindo à toa nos EUA, já que sua obra 1984, lançada em 1949, entrou no top de vendas após escândalo de monitoramento nos EUA. No livro, Orwell
cria um futuro em que a sociedade é permanentemente vigiada e controlada pela figura do Big Brother. Sim, meu caro leitor, o da TV que tanto se fala mal, foi baseado também na ideia do livro, onde a vida de cada pessoa é filmada 24 horas por dia, para monitoramento de qualquer ação que possa significar risco ao governo totalitário. No dia 06 deste mês, o esquema de vigilância real nos EUA, onde o serviço de inteligência do governo tem acesso aos servidores do Google e Facebook, fora revelado pelos jornais "Washington Post" e "Guardian", após o presidente Barack Obama admitir o monitoramento, inclusive também de telefonemas com a justificativa de combate ao terrorismo. Ficção se tornando realidade? Eu já escrevi diversas vezes aqui sobre Orwell, pois muito do que se passou na cabeça do escritor vem ocorrendo há tempos pelo mundo. No Brasil não é diferente, já que somos dominados pela máquina da propaganda e falsa informação. Esta semana,
a mídia, para reforçar a política do medo, expôs vândalos destruindo orelhões, bancas, e muita coisa, durante ato contra aumento da tarifa de transporte público. Assim como você não pode julgar uma torcida por causa de dez imbecis que matam e agridem torcedores de outro time, você não pode julgar um protesto legal contra um abuso do poder público, apenas por causa de retardados mentais que aproveitam estas manifestações para destruir a banca de jornal de um pobre trabalhador, queimar ônibus e depois desta "manifestação", ir para casa se achando Carlos, o Chacal, tomar o seu sucrilhos antes de nanar na sua cama quentinha com lençol dos Power Rangers. Esta na hora de você começar a ver o mundo com seus olhos e não pelas lentes da TV. Você crê que o país dominou a inflação, aí eu pergunto: tens ido ao supermercado? O Big Brother, não o da TV, mas o "companheiro" engana você. Todos os demais governos seguem este trem, onde o que vale é a ilusão de que tudo corre bem,
com exceção da violência urbana que não há controle, então quanto mais você temer, pagar impostos, não reclamar e se sentir acuado, melhor...para eles. O Facebook se tornou um grande aditivo mental, onde ideias, opiniões, protestos e manifestações começam a surgir não da caneta de algum marketeiro ou diretor, mas sim de pessoas como você, que hoje tem um grande megafone nas mãos: a internet. Esta manifestação contra o aumento pode ser o inicio de uma nova era. Talvez o Brasil comece a perder a fama do futebol, carnaval e da postura bunda mole que tudo aceita, afinal vivemos num país rico, repleto de recursos, porém com uma classe política da pior espécie com índices alarmantes de corrupção. Seguimos uma justiça falha, protecionista, que passa a mão na cabeça do criminoso e não lhe imputa penas. A polícia, por sua vez, mostrou um grande trabalho, pois em alguns casos, mesmo sendo agredida, não revidou e quando revidou, foi por uma razão simples e clara, já que vandalismo deve sim ter repressão e quem destrói não é manifestante e sim criminoso.
Que seja respeitado em todas as esferas, o direito de expressão sem violência. Que seja respeitado o direito de invadir ruas para mostrar a indignação. Não podemos mais tolerar imposições governamentais vindas de um poder corrupto, onde bilhões descem pelo ralo e a população é obrigada a pagar a conta. Que os professores de Juazeiro tenham a mesma coragem e façam manifestações contra o absurdo da redução de salário. Que moradores da cidade de Guarulhos façam manifestações contra o dobro do valor do IPTU. Que o povo do Pará faça protesto para que o prefeito mentecapto e assassino de cães seja preso. Que o governo tenha a humildade de saber que esta lá com um único intuito: administrar o bem público para que todos vivam em boas condições. A utopia de todos é que possamos viver num mundo mais justo, então vamos lutar com nossas forças para que isto ocorra. Um homem sozinho pode não representar nada, mas uma multidão pode significar muito, pode significar a mudança de um país.

Um comentário:

Josy Barreto disse...

De fato esse grito do povo me deu uma nova esperança que nem tudo se está perdido, e que estejamos realmente acordando para a realidade do nosso País, parabéns pelas suas sempre ótimas crônicas.....sua fã...Josy!!