Follow by Email

segunda-feira, 13 de abril de 2009

NÓS ESTAMOS AFIM DE VOCÊS



Definitivamente as mulheres tomaram conta das telonas. Chega de machões suados salvando o mundo, policiais violentos, políticos corruptos, psicopatas mascarados, super heróis de collant, ditadores egocêntricos, pois quem dá as cartas agora são as mulheres. E jogam hoje abertamente, expondo seus sentimentos, desejos e vontades provando assim com esta fragilidade à mostra, terem mais força que homens de ferro e king kongs e serem muito mais corajosas que Bruce Willis e Stallones, quando o assunto é tentar ser feliz. E uma prova clara disto e de que o amor ainda está em alta no mercado - contrariando de certa forma a tendência mundial da mídia em retratar a mulher como consumista e ao mesmo tempo apenas objeto de desejo masculino - é o sucesso do filme “Ele não está tão afim de você”, que desbancou sua antítese, o superestimado e fracasso de bilheteria, “Sex and the City”, pois a resposta do público na bilheteria demonstrou que os executivos estão na contra mão da história e que para um número infinitamente maior de mulheres ainda é preferível um Prada falsificado nos pés do que um amor falsificado no coração. Buscam um amor legitimo e que não solte as tiras na primeira curva feminina que aparecer no meio do caminho. O elenco do filme conta com mulheres lindas como Jennifer Aniston, Jennifer Connelly, Drew Barrymore e Scarlett Johansson e mostra que por baixo de toda beleza, toda força, inteligência e sensualidade, ainda há uma camada fina de sentimento pronta a se quebrar se for mal manuseada e para homens atentos e interessados, fica a dica de seguirem a cartilha do filme, que de certa forma entrega o mapa da mina para atingir o coração destes seres tão fascinantes e tão carentes, a quem devemos no mínimo reverenciar.
No mundo atual há inúmeras mulheres dignas que não buscam apenas posição social e nem tão pouco uma disputa olímpica sexual, mas sim compreensão, carinho e afeto, elementos que não se encontram à venda na Daslu e em outras butiques. Com a liberdade sexual - de certa forma ainda vigiada por fantasmas como HIV e outras DSTs - a mulher se tornou também mais sedutora, complexa e muito mais ativa quando o assunto é libido, fazendo com que os machões se assustem mais com estas atitudes e palavras, do que com tiros e ataques terroristas de filmes de ação. Caso específico do ótimo filme Divã, baseado no livro da maior representante das mulheres em termos de inteligência, humor e sensibilidade: senhora Martha Medeiros. No filme, a simpática Lilian Cabral vive Mercedes, uma dona de casa, que resolve mudar sua vida do dia para noite arriscando um casamento sólido por aventuras sexuais e acima de tudo emocionais. Sentir-se viva, foi a escolha dela ao se deparar com uma vida engessada por um casamento já sem ação e praticamente sufocado pela rotina. Foi-se o tempo de homens fazerem serão ou irem bater aquela bolinha - desculpas clássicas para um único termo: adultério - enquanto suas patroas ficavam chorando na frente da TV vivenciando a história da novela. Hoje, elas fazem a história de suas próprias novelas que para o horário da TV seria impróprio. Portanto meus caros amigos, está na hora de começar a entender melhor estes seres de pele macia e cheirosa que trabalham duro, jogam futebol, dirigem ônibus, decretam sentenças, quebram recordes, comandam empresas, mas ainda assim, são feitas de um material sensível e admirável que num momento oportuno, colocam tudo em cheque em troca de um grande e verdadeiro amor, portanto nisto ainda nos batem e feio. E que esta vontade e este desejo delas de vencerem nas carreiras não nos assuste nunca, porque a mulher atual não busca fiador/provedor e sim um grande amor. E nós, homens de verdade só podemos dizer uma coisa para acabar com a eterna insegurança contida em vocês, mulheres: Nós nunca estivemos TÃO afim de vocês, como nos dias de hoje.

Um comentário:

Jéssica Batista disse...

Nossa, sério mesmo que vc gostou do filme? Não me pareceu atrativo (não tenho muito esse lado romântico da vida, sou do estilo possessiva rs)... mas já que vc falou eu vou assistir... mas só qdo sair nas locadoras ahauhauahaua...

E... eu sempre leio suas matérias! Cabeção..


Beijo grande Mauriceee