Follow by Email

sexta-feira, 20 de julho de 2012

É PROIBIDO, PROIBIR!

O estadista Abraham Lincoln, que pra geração mais jovem virou assassino de vampiros, dizia que aqueles que negam liberdade aos outros não a merecem para si mesmos. Livre e com uma estaca nas mãos,
ele faria um bom trabalho em SP, limpando a cidade de sanguessugas circulando livremente a luz do dia com fardas de autoridades, sorvendo até a alma da população. Há tantas bobagens fomentadas pelo preconceito, falta de informação e uma dose elevada de arrogância, que às vezes até parece que estamos vivendo num livro de ficção cientifica de Huxley. O ditador máximo da cidade vem dando um show de humor negro em sua lista de proibições, que quase sempre, ofende a população e o faz recuar. Começou pela merenda escolar que caiu de cinco para quatro, e após opinião pública, que significa voto, voltou a ser o que era. De acordo com o prefeito: “Faz tão mal à saúde comer demais quanto comer de menos”. Se levarmos em conta a silhueta do autor da frase, até que faz sentido.
Ai veio a lei do silêncio nas feiras, proibindo feirante de gritar até “moça bonita não paga, mas também não leva”, que teve de ser adaptado para a linguagem dos sinais e a feira virou um concerto de rock para surdos-mudos. Também é proibido embrulhar peixe em jornal, então o que fazer com o material oferecido ultimamente pela imprensa comprada? Limpar-se pós evacuação intestinal pode? Estão proibidos bancos e mesas na feira, então se quiser comer pastel, coma de pé e sem vinagrete, porque também é proibido. Ah, e se trocar o pastel por uma galinha ao molho pardo, lamento informar, mas esta proibida. É proibido também mendigo (e você) deitar em banco de praça. Os bancos passaram a ter barras de ferros.
Quem proibe alguém de se deitar no banco da praça, nunca namorou no final da tarde com a amada (o) deitada (o) com a cabeça em seu colo ou então nunca dormiu na rua, não como um pobre mendigo, mas como o sujeito carente de amor da famosa canção sertaneja. É proibido painel eletrônico e outros anúncios, como outdoor, pra dar fim à poluição visual. Mas e a poluição sonora? Carros de som, funkeiros e seus Ipads no ônibus, podem? Artista de rua também esta proibido. Se você é cantor e não tem padrinho na TV, parente famoso e nem teve de vender a alma ao diabo (claro, se o diabo quiser) você muda de ramo, porque não há mais onde se apresentar. Para se alimentar, busque outra formação, como por exemplo, flanelinha, esta digna figura de extrema importância para a cultura de uma sociedade e que livre, pode até virar profissão legal, pois assim como político, não precisa ter formação alguma, basta saber extorquir. Ah, e esta proibido também prostíbulos que sejam administrados pelo senhor Oscar Maroni.
Afinal em SP é só ele que não vale nada e é pornográfico. Os demais recintos são dirigidos por senhores e senhoras de bem. Agora convenhamos que proibir sopão para quem tem fome, como desejam as madames da Oscar Freire, para quem sabe assim limpar a cidade de “pobres”, já é absurdo. Proibir o altruísmo de alimentar pessoas, para mim, já ultrapassa os limites da vigarice. Mas já que a moda é “vamos proibir” seguem aqui algumas sugestões: que tal proibir marronzinhos de se esconderem atrás de postes como criminosos para sustentar o monstro gordo do mercado das multas; proibir o mau funcionamento dos radares; proibir que pessoas sem grau de instrução condizente com o cargo, assumam secretarias; proibir fiança no caso de motorista embriagado que atropela ou causa acidentes;
proibir que as calçadas sejam esburacadas impedindo o direito de ir e vir de pessoas com deficiências; proibir candidato de prometer, assinar compromisso e mesmo assim não cumprir mandato até o fim; proibir coligações partidárias sinistras (pleonasmo?); proibir habeas corpus para crimes de corrupção; proibir aumento de salário para vereadores, deputados e senadores. Bom, acho que já deu. Se proibir estas eu juro que o prefeito terá meu voto até para presidente, incluindo a reeleição. Mas se ele preferir, pode me proibir de votar, que juro, não vou ficar chateado.

Um comentário:

marina disse...

É preciso dizer alguma coisa mais?
Parabéns!!!!!