Follow by Email

sexta-feira, 4 de julho de 2008



ERA UMA VEZ...UMA PESSOA FIEL

Era uma vez uma menina humilde e bonitinha que sonhava em ser feliz. Encontrou-se com o Lobo Mau, ao passear pela floresta e acabou se apaixonando pelo belo e misterioso animal. Formavam um casal mais do que perfeito apesar das diferenças claras entre si, afinal de contas os opostos se atraem e juntos se distraem. Viviam muito felizes, porém despertavam o ciúme e a tirania das hienas que rondavam a vida da pobre donzela. Lobo Mau, por sua vez, vivia afastado de tudo e de todos, agindo sempre com cautela, bom humor e acima de tudo um amor incontestável pela doce e singela menina, musa de todas as suas obras e peripécias. Mas como nem tudo são flores no reino da Patifália, a Bruxa batedora de bosta e mais sua irmã a esposa infeliz do Grilo Falante (aquele pederasta que costumava sentar no nariz do Pinóquio e dizer para ele mentir e falar a verdade, mentir e falar a verdade até chegar ao êxtase de prazer) resolveram depositar um feitiço na cabeça avantajada, esteticamente falando, da menina, para que ela perdesse a pouca inteligência que já tinha, já que o amor dela e do Lobo Mau era por estas pessoas, odiado, tamanha inveja em seus corações de verem algo puro, simples e promissor, enquanto suas vidas eram óbvias, frias e infelizes, em seus casamentos de papel. Pra piorar a situação, Lobo Mau, dinâmico como sempre, começou a escrever em jornais suas idéias, dar entrevistas em programas famosos de TV, ver sua banda com os três porquinhos ser elogiada por quem entende e acima de tudo alimentando o sucesso de seu programa que animava as oito personalidades da Floresta. As irmãs do Mal, não aceitando nunca também este fato resolveram de uma vez por todas por fim a tal bela história de amor e para isto convocaram o Dr. Frankenstein para a maior experiência de sua vida: a criação de um monstro cadáver com poder de cegar e seduzir a pobre donzela estúpida e indefesa. Enquanto o pobre Lobo Mau trabalhava, o monstro havia sido concebido, numa espécie de Bebê de Rosemary misturado com um boneco Lango Lango, com o Cara de Batata de Toy Story, tão abominável que ao nascer faliu todos os terreiros no bairro , pois os Exus não tinham coragem de aparecer de medo, tamanha a aberração do monstro, chamado em latim de cúlis di babuiniis. Com sua caranga equipada, um Lada Vermelho, o que faz evidentemente deste ser, algo muito sedutor e belo pra quem tem 22 graus de miopia e ainda nasceu vesgo ( tão vesgo que ao chorar as lágrimas desciam e faziam um X de XUXA, musa da Donzela, na cara).

Nossa donzela havia feito uma cirurgia pra curar esta deficiência, mas a Bruxa batedora de bosta conseguiu reverter o procedimento e deixar a nossa donzela mais cega do que um militante do PT e assim a pobre moça se encantou com o monstro com cara de cu de babuíno, ou como dizem as más línguas, ela deve ter participado de algum culto religioso, onde o pastor garantiu que conseguiria um lugar melhor na TV para o Lobo Mau, caso ela fizesse sexo com este ser que mais lembrava uma placenta manchada de anilina vermelha. Se bem que fazer sexo com isto seria zoofilia ou alguma experiência genética, tanto que a Esposa infeliz do Grilo falante, pôs na bolsa da donzela dois DRAMINS caso ela tivesse enjôo ao ver a mosca ruiva da padaria de Carapicuíba pelada.

Em contra ponto com a situação, o programa do Lobo Mau sobre cinema falava de filmes de amor e entre eles estava a comédia O AMOR É CEGO, SURDO, MUDO E PARALÍTICO, onde que numa das cenas projetadas na mente do Lobo, sua fiel (AHAHAHAH) amada olhava para o trampolim imaginando um homem belo de abdômen sarado, mas que na realidade via mesmo era nosso monstro Zibart Ou Ferrugem que vestia um cuecão com um risco de tijolo na bunda e na frente um par de meias enrrolados para impressionar o apetite sexual de nossa pobre donzela sofredora. Assim que terminasse esta missão, seriam enviados ao Afeganistão para fazerem amor (ou experiências ou zoofilia, enfim) nas cavernas para que Bin Laden se entregasse, pois nem ele suportaria coisa mais grotesca que aquilo.

A magia estava dando certo afinal a pobre (de espírito) moça, vulgo Narizinho, nossa donzela, sempre abominou pessoas brutas, que lutassem, odiava o cheiro de cerveja, nunca se sentiu atraída por gente tão feia, abominava a traição por achar um crime sem perdão e infelizmente caiu nos encantos do pobre monstro vermelho e pele rosada que com todo seu charme (AHAHAHAH...desculpem) conseguiu cativá-la e fazer com que ela aceitasse tudo isto em nome do “amor”, inclusive TRAIR o pobre Lobo Mau, descaradamente e ainda fazer questão de publicar no diário da Floresta para humilhá-lo talvez. Mas como na vida real e em conto de fadas o feitiço vira contra o feiticeiro, quem saiu humilhada e perdeu a fama de donzela pra ganhar a fama do que realmente se tornou, e que por respeito aos sete leitores não vale a pena citar, graças ao feitiço das bruxas, ela que saiu denegrida e de uma forma completamente equivocada, mostrou sua real vocação, que também por respeito aos sete leitores e ao Sr. Bush que lê esta história para criancinhas, enquanto a América é atacada por filhos de Babuínos Narigudos, prefiro não citar, mas acho que ela poderia chamar Bruna Surfistinha de colega, mesmo indo contra suas próprias convicções do passado, porém ninguém sabe em nome do que? Afinal, amor, os mais acordados sabem que não é! Os amigos da pobre moça perdida e que seduzida se acha agora mais importante e acima de todos no reino não entenderam nada e se sentiram ofendidos com tamanha ousadia e porque não uma certa dose de libertinagem, que sabemos que não foi culpa dela, ou será que sim e ela nunca foi donzela? Lobo Mau, saiu ferido, como todo bicho traído e apaixonado, mas com seu caráter ileso e acima de tudo com sua honra mantida e seu respeito intacto.

A Bruxa que batia bosta e a mulher infeliz do Grilo Falante, gargalhavam dentro de seus castelos frios e vazios enquanto saboreavam a derrota da amiga ao perder o amor perfeito em troca de um nada fabricado apenas para iludi-la e destruí-la em tempo recorde, como muitas princesas do reino já puderam provar, mas a donzela como eu disse, ficou cega para a verdade e só enxerga mediante o farol das outras pessoas para iluminar o seu tão escuro caminho. Não vou dizer que viveram felizes para sempre, criancinhas, pois quem mente, quem trai e acima de tudo quem despreza um verdadeiro amor em troca de nada vezes nada, nunca sai vencedor e muito menos feliz e o tempo, nosso fiel escudeiro, se encarregará disto. Esta história tem final curto e previsível. Um amor de verdade a gente só descobre quando se perde e um amor fabricado dura pouco, só enquanto é módico e ilusório aos olhos de quem ama. Lobo Mau poderia pedir a reintegração de posse, já que passados tantos anos juntos, teria o direito, mas desistiu pois chegou à conclusão que a terra era infértil e absolutamente improdutiva, portanto não valeria a pena, então segue seu rumo sozinho e encontrará uma Chapeuzinho no caminho que saberá lhe dar valor e aí sim viverão felizes para sempre, onde a paz, a confiança e acima de tudo o respeito vinguem em nome do AMOR.

PUBLICADA NO JORNAL GUARULHOS HOJE DIAS 05 E 06 DE JULHO DE 2008

6 comentários:

Cinthya disse...

Mau,
Voce eh um genio da vida. Artista nato e sem reticencias. Com voc vivemos o brilho do que a sapiencia pode trazer quando bem aplicada. Se no mundo existissem mais Mauricios....que apesar de vivenciarem suas esquisitices, nao deixam de agregam nossas almas com humorismo, inteligencia e irreverencia. Voto em voce pra Presidente !
Te adoro querido
Tua amiga e fa, sempre
Cy

Giu disse...

WOW

:)

Érika disse...

Beem, só posso dizer que esse blog está demais, com ele podemos aprender um pouco mais dessa vida que todos só veem depois de todo trabalho já feito, não imaginamos o que se passa por trás das câmeras, ninguém melhor do que Mauricio Nunes para nos contar um pouco mais...
Sei que vc fará muito sucesso Mauricio e pode ter certeza de existe uma pessoa aqui que está torcendo pra vc, que vc continue nos encantando com suas idéias...

Bjoo*

danisilvestrebr disse...

Fala Mauricio!
Extremamente inteligente e criativo seu Blog. Bom, não poderíamos esperar outra coisa.
Admiro seu trabalho e acho que vc tem um super talento em tudo que faz. Sucesso e espero a próxima coluna. bjos

Luciana disse...

Oiii amiguxooo!!
amei seu blog...perfeitoo!!
Tdo de bom... e muitoo sucesso...
vc merece...hehe
de sua amiga de Ribeirão Preto
Lú!!!(sininho)..rsrsr
bjokassss

Raquel disse...

ESSA VACAAAA(SORRY...MAS EH O Q PENSO!) DA HISTORIA , A QUE AO MEU VER NUNCA FOI DONZELA E SIM AGORA QUE ELA "SE ENCONTROU NO SEU VERDADEIRO EU" (HEHHHAHA)ESSA PESSOA SEM CARATER ALGUM E MTU, MTU POBRE DE ESPIRITO TEM Q SER MTU BROTHER DE UMA TAL CIBELE DORSA, AKELA QUE Q DEVE TER Q ARRANCAR PELOS Q NASCEM EM CIMA DA PINTA DE BRUXA E AINDA ACHA Q EH SEXY.....HAHAHAHAHHA CADA UMA HEIM!